sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Dia 13 - La Serena – Santiago do Chile – 483KM - 19/09/2013

Saimos de La Serena as 9:00hrs, parece tarde mas como estamos em horário de verão aqui no Chile, estamos saindo praticamente as 8:00hrs, um bom horário para quem esta viajando de moto e vai passar o dia todo na estrada.

A visual da estrada hoje foi totalmente diferente dos últimos dias. Varias serrinhas com curvas, estrada duplicada, continuamos quase o tempo todo pela ruta 5, grandes retas ainda e um visual maravilhoso da costa com seu mar azul que em algumas partes assume um tom esverdeado, batendo nas paredes de pedra da costa e ao fundo o mar se confundindo com o ceu azul.

Pegamos vários trechos com usinas eólicas, com grandes hélices rodando, um visual muito legal e diferente do habitual.


Passamos por varias cidadezinhas litorâneas e praias. Novamente, aproveitem para abastecer nos postos que passaram pela estrada pois não são muitos. Em alguns trechos os postos estão distantes cerca de 100km. Paramos para abastecer umas 11:30 da manha e aproveitamos para comer uma Hmaburguesa e garantir um almoço rápido. O posto tinha um lanchonete bem ajeitada.

Seguimos viagem e depois de La Ligua a ruta 5 se divide em 2. Pegamos um trecho de serra chamado El Melon, na verdade este trecho corta apenas um pedágio e cai de novo na rota 5. Acho que não chega a 10km, mas a serrinha vale a pena pelo visual e curvas. Voltando para a rota 5, a ideia era pegar a rota 60 e seguir para o litoral passando por Vina del Mar e Valparaiso. Quando avistamos a entrada para a rota 60, o Glauco que não estava com mapa acabou passando reto. Esperei por aproximadamente 45 minutos, deixei alguns recados no celular avisando, mas como ele não voltou achei que tivesse seguido direto para Santiago. Segui então sozinho, pela primeira vez, e peguei  a rota 60. Estrada duplicada com paisagem de montanhas, verdes e algumas plantações de laranja e vinhedos. Depois de mais ou menos 60km cheguei em Vina del Mar. Dei uma volta pela cidade e como estava sozinho e preocupado com o Glauco, segui direto para Valparaiso. Em Valparaiso fiz mesma coisa, dei uma volta pela cidade, parei apenas para abastecer e segui rumo a Santiago para ver se encontrava já o Glauco no hotel. A rota 5 onde estavamos antes do desencontro segue direto para Santiago.

A ideia era parar em Valparaiso e Vina del Mar, tirar algumas fotos por la, na casa do Pablo Neruda, com o Moai, tem um que foi retirado da ilha de Pascoa e fica por la e também em um jardim, que agora não me lembro o nome onde existe um belo anfiteatro.

Saindo de Valparaiso peguei a rota 68. Bela estrada, novamente com pista dupla, varias serrinhas com retas e curvas, bem arborizada e um circuito de viniculas ao lado, me lembro de ter passado pela Concha Y Toro e por uma placa da Undurraga, que visitei na ultima vez que estive aqui Santiago.
Cheguei em Santiago por volta das 16:30hs, como estamos em feriado nacional, independência do Chile, o centro estava todo fechado, com desfiles militares e danças locais, tive de dar uma volta enorme pata conseguir chegar  ao Hotel Ibis na avenida Providencia.

Uns 15 minutos depois que cheguei, o Glauco chegou também ao Hotel. Tudo certo, agora é arrumar as coisas, tomar um banho e procurar algum lugar aberto para jantar.
Resolvemos andar pela avenida, para encontrar algum lugar aberto e acabamos encontrando uma Pizzaria bem aconchegante. Comemos uma pizza, tomamos um vinho e um sorvete. Voltamos para o Hotel e apagamos.

O Ibis é um bom hotel e a localização é ótima, tem internet wifi e também estacionamento. A ducha eh melhor até aqui, o ruim fica por conta do quarto que é muito pequeno e as 2 camas de solteiro ficam praticamente juntas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário